top of page

O papagaio-do Congo é uma ave de tamanho médio, com corpo predominantemente cinza claro e bico preto. Pesa tipicamente entre 410 e 530 gramas, com comprimento aproximado de 33 centímetros.

 

O cinza das penas é mais escuro na parte superior da cabeça e das asas, e as penas individuais tem bordas esbranquiçadas, resultando numa aparência mosqueada cinza e branca na cabeça e pescoço. As penas caudais são vermelhas. 

Papagaio do Congo

R$ 15.749,00Preço
Esgotado
  • Os papagaios do Congo são altamente inteligentes e são considerados por muitos como uma das espécies mais inteligentes do mundo. Muitos indivíduos demonstraram desempenho no nível cognitivo de uma criança humana de quatro a seis anos em algumas tarefas. Vários estudos foram conduzidos com africanos cinzentos, indicando uma série de habilidades cognitivas de nível superior. Experimentos mostraram que papagaios do Congo podem aprender sequências numéricas e podem aprender a associar vozes humanas com os rostos dos humanos que as criaram. 

     

    O trabalho da cientista americana Irene Pepperberg com o papagaio Alex mostrou sua capacidade de aprender mais de 100 palavras, diferenciando objetos, cores, materiais e formas. Pepperberg passou várias décadas trabalhando com Alex e escreveu vários artigos científicos sobre experimentos realizados, indicando suas habilidades cognitivas avançadas. Um desses estudos descobriu que Alex tinha a capacidade de adicionar números, bem como ter um conceito semelhante ao zero, semelhante ao de crianças pequenas e macacos. 

     

    Além de suas habilidades cognitivas marcantes, papagaios do Congo foram mostrados exibindo comportamento altruísta e preocupação com os outros. Os pesquisadores descobriram que, embora as araras-de-cabeça-azul provavelmente não compartilhem uma noz com outros membros de sua própria espécie, os papagaios cinzentos ativamente dariam uma noz a seu parceiro da mesma espécie, mesmo que isso significasse que eles não seriam capazes de obtê-la.  Quando os papéis eram invertidos, seus parceiros tinham uma probabilidade esmagadora de retribuir o favor, abrindo mão de seus próprios frutos em benefício dos parceiros.

     

    Isso indica não apenas uma exibição de altruísmo, mas também um ato de reciprocidade.

bottom of page